Quem deve usar um colchão ortopédico?

Espuma de memória é indicada para problemas articulares, dores lombares, fadiga crônica e mais

É muito comum pensar que dormir oito horas por dia é o necessário para acordar disposto e descansado, mas esse raciocínio, entretanto, é um tanto quanto precipitado. Uma boa noite de sono está ligada a diversos fatores, como alimentação, saúde no geral, temperatura do ambiente e, principalmente, a qualidade do colchão. Depois da criação do colchão de molas e da evolução do colchão de espuma, que promovem melhores condições de vida para milhares de pessoas, foi desenvolvido um novo tipo de produto, o colchão ortopédico.

O que é um colchão ortopédico?

O colchão é confeccionado com a espuma de memória, uma invenção da NASA. Conhecida também como “viscoelástica”, a espuma foi criada pensando na proteção das aeronaves e dos astronautas em casos de colisões. Mais tarde, foi adaptada para produtos do cotidiano, como camas e travesseiros.

A espuma se molda de acordo com a forma e o peso, e retorna à sua forma original depois de alguns segundos. O peso do corpo é distribuído uniformemente, criando a sensação de estar deitado em um local sem gravidade. Com isso, a circulação sanguínea é facilitada e evita o surgimento de formigamentos no corpo.

Existem duas extremidades que podem prejudicar a qualidade do sono: o colchão muito firme e o colchão muito “fofo”. O colchão ortopédico, por sua vez, está entre essas duas extremidades e é o mais aconselhável para descansar em perfeita harmonia.

Quem deve utilizar?

Qualquer pessoa pode deitar em um colchão ortopédico, mas é ele indicado, principalmente, para o tratamento de dores lombares, fadiga crônica, dentre outros problemas articulares.

Qual a durabilidade do colchão ortopédico?

A durabilidade depende muito da fabricante do produto e da usabilidade no dia a dia, mas, geralmente, a espuma tem vida útil de 10 anos, sem nenhuma alteração

Quais são os melhores colchões king size?

Quais são os melhores colchões king size?
Confira lista com 5 produtos top de linha e escolha o ideal para você

Uma noite mal dormida é o verdadeiro pesadelo de qualquer pessoa e resulta em diversos incômodos, como dores musculares, indisposição e cansaço. Escolher um colchão de qualidade, de uma marca com tradição e materiais resistentes é essencial para garantir as melhores noites de sono – e para quem gosta de relaxar com espaço de sobra, os colchões king size são ótimas opções. Pensando nisso, a Costa Rica Colchões separou uma lista dos melhores colchões do mercado. Confira!

1. Colchão Ortobom de Molas Pocket Freedom Pilow Top Viscoelástico

Com 186 cm de largura, 32 cm de altura e 198 cm de profundidade, o Ortobom Pocket Freedom possui tudo o que é preciso para uma noite relaxante. Com molas ensacadas, estofamento interno em espuma D33 e tecido com tratamento antifungo e antiácaro, o produto é 100% aprovado na certificação de alta qualidade, dentro dos padrões para exportação.

2. Colchão Castor Pocked Kingdom Aloe Vera King

Com 193 de largura, 32 cm de altura e 203 de comprimento, o Castor de Molas Pocket Kingdom tem revestimento sofisticado em malha importada, com fibra porosa para garantir maior flexibilidade ao seu tampo. O produto possui a revolucionária tecnologia No Turn, One-Side, um sistema tecnológico que dispensa o rodízio periódico do colchão – ou seja, ele não precisa ser virado de tempos em tempos para garantir sua durabilidade.

3. Colchão Herval de Molas Pocket Imperatore Eco Bamboo Viscoelástico Pillow Top

A Espuma Viscoelástica, desenvolvida pela NASA, é uma das mais modernas tecnologias de colchões, em que seu material se molda à forma do corpo e permite uma menor pressão sobre o corpo. O resultado? Uma noite perfeita, muito conforto e a circulação sanguínea facilitada – evitando os formigamentos e outros incômodos durante o sono. O material confeccionado no Herval de Molas Pocket Imperatore Eco Bamboo também ameniza a sensação de calor ao ficar deitado por muito tempo.

4. Colchão Herval de Molas Pocket Solenne Visco Euro Pillow

O Herval de Molas Pocket Solenne possui um tecido de malha atoalhada, promovendo mais maciez e conforto através de sua superfície aveludada. As fibras naturais resultam em uma sensação de frescor nos dias quentes e de aconchego nos dias frios. Com molas ensacadas – para eliminar os ruídos –, o colchão tem 193 cm de largura, 34 cm de altura e 203 cm de comprimento.

5. Colhão Orthocrin de Molas Pocket Prestige Euro Pillow Pró Saúde Selado INER

Com 193 cm de largura, 32 cm de altura e 203 de comprimento, o Orthocrin de Molas Pocket Prestige Euro Pillow Pró Saúde é confeccionado por máquinas de alto padrão de qualidade, resultando em costuras que não incomodam – totalmente macias. Sofisticado por fora e confortável por dentro, o produto também conta com a tecnologia No Turn, One Side, o sistema em que o colchão não precisa ser virado de tempos em tempos.

Gostou das opções? Na loja da Costa Rica Colchões você encontra tudo isso e muito mais com promoções e ofertas imperdíveis. Acesse já!

Colchões cheirosos! Como lavar sua roupa de cama corretamente

Colchões cheirosos! Como lavar sua roupa de cama corretamente

Saiba como eliminar bactérias e germes de edredons, fronhas e lençóis.

Não é só com um colchão confortável que se garante uma noite bem dormida – a roupa de cama cheirosa e limpinha é essencial. Nada melhor que chegar em casa depois de um dia cansativo, tomar uma ducha e sentir aquele cheirinho gostoso ao deitar-se na cama.

Mais do que um aroma agradável, lavar a roupa de cama corretamente elimina e evita a presença de ácaros, germes e outros resíduos prejudiciais à saúde e para o próprio colchão. Por isso, preparamos esse post com dicas essenciais para a limpeza do seu lençol, fronha, edredom e muito mais. Confira e aproveite o máximo do seu colchão de molas ou colchão de espuma.

Antes da lavagem

É normal que cabelos, pelos e poeira grudem nos lençóis e fronhas, por isso, antes de colocá-los na máquina é fundamental sacudi-los bem, certificando-se de fazer os resíduos mais grossos se desprenderem, pois eles podem até mesmo prejudicar a funcionalidade da lavadora.

É imprescindível conferir sempre a etiqueta das roupas de cama, pois nela constam as especificações de lavagem de acordo com o material, tamanho, peso, etc.

Se algumas das peças tiver manchas, a dica é utilizar um produto super concentrado. Geralmente, o tira manchas é aplicado somente na área manchada, antes da peça ir para a máquina de lavar – esfregando e deixando de molho pelo tempo especificado no produto.

Peças coloridas podem soltar tinta e manchar peças brancas, por isso, é essencial fazer uma triagem de cores antes de lavá-las. Outro ponto importante é medir a capacidade da lavadora, impedindo que as peças sejam danificadas e que a funcionalidade do equipamento seja prejudicada.

A lavagem

Conferidos os itens acima, sua roupa de cama está pronta para lavagem. Muitas são as dúvidas de como posicionar corretamente esse tipo de peça: os edredons, lençóis e fronhas devem ser acomodados ao redor do agitador para que não embolem e evitar que as costuras sejam rompidas. Os detergentes líquidos são ótimas opções nesses casos, pois facilitam o enxágue. Sem esquecer do amaciante, responsável pelo cheirinho gostoso ao final da lavagem.

Peças de matelassê são extremamente frágeis e pesadas, por isso o ideal é optar por lavanderias especializadas.

Pós-lavagem

A etiqueta de cada peça informa se é permitido ou não a utilização de uma secadora. Mesmo podendo ser utilizada, é preciso tomar cuidado: processos acelerados e temperaturas muito altas podem estragar as roupas de cama. O ciclo ideal é de 30 minutos, com temperatura média ou baixa. No varal, nunca tire as peças ainda úmidas, para evitar o mofo.

Armazenando as roupas de cama

Guardar as roupas corretamente é outro fator importante para garantir um cheiro agradável. Se seu armário for úmido, é essencial ter sempre à disposição produtos antimofo. Uma boa opção nesses casos é guardar lençóis dentro de fronhas, otimizando espaço e garantindo sua durabilidade e higiene.

Como escolher a cabeceira ideal para sua cama box

Mais do que decorativo, o item ajuda a otimizar espaço com mais eficiência e conforto
Como escolher a cabeceira ideal para sua cama box

A cabeceira é um item que confere mais conforto e muita elegância para o ambiente, podendo haver diversos modelos que combinem com todo o resto da decoração, como papéis de parede, pisos, espelhos e a própria cama box. Esse acessório para cama, no entanto, deve ser escolhido com cautela, para que não haja nenhum constrangimento na instalação, tanto no sentido estético quanto no sentido da otimização de espaço.

Escolhendo o tamanho da sua cabeceira

Mas nem só de design se faz um ambiente. Quem vai optar por comprar uma cabeceira deve saber que medir o espaço disponível e o tamanho do objeto previamente é essencial, evitando que o quarto fique apertado demais ou até mesmo torne impossível a instalação. As cabeceiras possuem medidas com base no tipo de cama, seja uma cama box com base ou uma cama box com baú. A Costa Rica Colchões separou algumas medidas para auxiliar sua escolha.

  • Cama Super King – 193 x 203cm
  • Cama King Nacional – 186 x 198cm
  • Cama Queen – 158x198cm
  • Cama Casal (padrão) – 138x188cm
  • Cama Solteirão – 100x203cm
  • Cama Solteiro (padrão) – 88x188cm

As medidas sugeridas são apenas medidas base, e não precisam ser necessariamente utilizadas como regras. Muito pelo contrário: escolher uma cabeceira com uma folga pode ser o detalhe que faltava para o ambiente. Para a altura do item não há medida certa ou errada, mas o modelo mais alto pode ser uma saída para decorar com prateleiras, quadros, luzes e espelhos, além de ser mais confortável para quem costuma ficar sentado enquanto estuda ou assiste a um filme na TV.

Material

As cabeceiras mais comuns são fabricadas nos materiais de MDP ou MDF em sua base, enquanto o restante fica a critério do fabricante.

Os modelos de madeira são os mais clássicos e atemporais, e muitas vezes são decorados com quadros não-lineares, pois se destacam na assimetria da cabeceira. Essa escolha confere ao ambiente um clima mais clean, porém muito elegante.

Já a cabeceira capitône – a famosa cabeceira estofada – é a escolha dos românticos e sofisticados. Mas cuidado: se você tem algum tipo de alergia respiratória, os tecidos sintéticos e de couro são os mais indicados, pois acumulam menos pó e são mais fáceis de limpar. A versatilidade do capitône permite a escolha de diversas cores, usando e abusando daquelas mais chamativas – se combinarem com a decoração antiga ou nova –; ou até mesmo as mais neutras, como tons de branco e pastéis.

Toque final – otimizando seu quarto

A cabeceira, à primeira vista, pode parecer um objeto puramente estético, mas ela é capaz de ajudar a organizar e otimizar o espaço com muita eficiência. A variedade de modelos possibilita mais versatilidade, pois existem os mais variados tipos de cabeceira para todos os gostos.

Optar por um modelo com criado-mudo é uma ótima opção para quem tem espaço sobrando, pois são sempre úteis e configuram um diferencial. Já os espelhos, utilizados algumas vezes na própria cabeceira ou acima dela, ajudam a dar uma sensação de amplitude, reforçando a simetria e decoração do ambiente.

Mas lembre-se: antes de escolher cabeceiras com espaços extras, como cantoneiras e criados-mudos, é preciso certificar-se de que o cômodo tem espaço suficiente – já que irá ocupar muito mais espaço que uma cabeceira de tamanho padrão.

O que um hostel precisa para atrair turistas? Colchão macio é o ideal

Comodidade e diferenciais, como conexão de internet sem fio, são os principais aspectos
O que um hostel precisa para atrair turistas? Colchão macio é o ideal

Os hostels estão cada vez mais populares pelos turistas, seja no período de um grande evento no país – como durante os Jogos Olímpicos de 2016 –, nas férias ou mesmo fora de época. Atraentes pelos preços mais camaradas, os albergues apostam em diferenciais para atrair uma nova clientela e fidelizar a antiga.

Separamos algumas dicas para quem vai se aventurar nesse tipo de negócio ou deseja dar um up em seu estabelecimento deste tipo. Mas aqui já vai uma dica prévia: o que não pode faltar no quesito conforto é um colchão de qualidade, especialidade da Costa Rica Colchões.

Decoração

A porta de entrada para o interesse do público é a decoração. Um visual descontraído e moderno atrai todo tipo de clientela, e dá uma sensação de conforto com aconchego. Os donos de albergues têm apostado nesse tipo de investimento.

Conforto

O cliente é atraído, principalmente, pela privacidade e integridade do quarto. Uma regra básica e que não deve ser burlada é: os quartos de solteiros são separados dos quartos de casais. Um colchão macio e limpo é primordial, seja ele um colchão de molas ou um colchão de espuma. As roupas de cama devem estar à disposição, assim como toalhas de banho e de rosto nos banheiros dos quartos. Ares-condicionados e ventiladores são indispensáveis.

Necessidades

A cozinha deve ser bem iluminada e com clima agradável, tendo à disposição lugares para abrigar alimentos básicos, como leite, chá, água, suco, etc. Geladeira e fogão são essenciais, e um micro-ondas ajuda a poupar espaço e tempo, tanto dos hóspedes quanto dos funcionários

Diferenciais

Wi-fi é um diferencial e tanto. Os hostels mais descolados trabalham com sala de computador e sala de jogos, com mesas de ping-pong, sinuca, etc. Música ambiente é outro grande aliado para ajudar a manter o albergue agradável.

Divulgação

A divulgação serve para todo tipo de negócio, e não é diferente para um Hostel. Um site com fotos, informações das diárias, telefones e até mesmo dicas de passeios pela região são boas alternativas para atrair novos públicos – afinal, a internet é o grande centro de marketing no Brasil e no mundo.

Qual o melhor colchão para sua coluna?

Qual o melhor colchão para sua coluna?

Os consumidores devem ter cuidado na hora de comprar um colchão. A escolha do tipo, material e marca tem ligação direta com a qualidade do sono – e de vida – das pessoas. Dores de cabeça, cansaço e dores na coluna são reflexo da escolha equivocada na compra – e muitas vezes a marca do produto nem é o principal causador disso.

É importante ressaltar que os resultados da sua compra serão, parcialmente, responsabilidade da sua escolha – e isso envolve muitas pesquisas e buscas. Isso porque os diversos tipos de colchões disponíveis no mercado são desenvolvidos para os diferentes biótipos, necessidades e preferências. Separamos quatro tipos de colchões que se adaptam à massa corporal e promovem a melhora em problemas de coluna. Confira.

Colchão de espuma

Os colchões de espuma têm diferentes densidades justamente para se adequar com os diferentes biótipos do corpo. Esse “sistema” considera o peso e altura da pessoa para que ela, assim, possa alcançar os resultados desejados. Quanto maior a densidade do colchão, mais capacidade corporal ele terá.

A espuma pode promover benefícios para diferentes ocasiões, sendo uma delas para problemas na coluna. Ele é firme e ao mesmo tempo flexível, conferindo uma boa sustentação para a coluna e o resto do corpo. O fundamental, nesse caso, é escolher a densidade correta.

As principais marcas de colchão, como o Colchão Ortobom e Colchões Problel oferecem diversas opções desse tipos de produto.

Colchão de mola

Existem dois tipos de molas: a Bonnel e a Pocket. A Bonnel são molas de aço entrelaçadas e aguenta grandes capacidades de peso – ou seja, é ideal para pessoas com maior massa corporal. Esse tipo de mola é também conhecido pelo seu baixo ruído, pois são confeccionados com aço de carbono para gerar menos barulho.

As molas Pocket ou ensacadas são, literalmente, colocadas dentro de sacos. Isso significa que elas trabalham individualmente de acordo com os movimentos da capa, independentemente da quantidade de pessoas sobre ela. O resultado, por sua vez, é o molde da posição anatômica mais correta.

Colchão Terapêutico

O colchão terapêutico possui um modelo mais firme e é o tipo mais adequado para pessoas com problemas na coluna. Algumas das disfunções para os quais esse tipo de produto funciona como tratamento coadjuvante são: hérnia de disco, lordoses e outros agentes causadores de dores nas costas, além de ser altamente indicado para pacientes com problemas ortopédicos.

Colchão de viscoelástico

O colchão viscoelástico, mais conhecido como colchão NASA, promove um efeito “massageador”, ativando a circulação sanguínea graças à sua capacidade de adaptação do formato do corpo. São macios e distribuem uniformemente a massa corporal, conferindo maior estabilidade na coluna vertebral e cervical.

Modelos e marcas de colchões: qual a opção de espuma para seu peso?

Modelos e marcas de colchões: qual a opção de espuma para seu peso?

Na hora de escolher o colchão mais confortável, a densidade do produto está diretamente ligada ao peso e altura de quem vai usá-lo. Ou seja, quanto maior é a massa corporal da pessoa, maior deve ser a densidade do colchão. Todo fabricante de colchões, como os colchões Ortobom e os colchões Probel, promete as melhores condições possíveis no sono e, para que essa promessa seja cumprida, é necessário medir sua densidade.

Além do conforto, escolher a densidade correta reflete na maior durabilidade do produto, visto que sua utilização será mais adequada e, assim, não sofrerá danos de uso. Alguns colchões, sobretudo os de marcas top de linha, podem chegar a até 10 anos de vida útil – aliando, principalmente, alguns cuidados de higiene.

Medir a densidade do colchão serve tanto para solteiros como para casais. Para um casal, no entanto, o peso e altura usados no cálculo devem ser da pessoa que tem mais massa corporal, ou seja, a mais alta e mais pesada.

Afinal, o que é a densidade de um colchão?

A densidade é um termo técnico e se apresenta de acordo com as normas da ABNT e do INMETRO. O termo é usado para designar a quantidade de matéria prima utilizada na fabricação do produto. Por exemplo, um colchão D33 tem 33 kg de matéria prima – mas isso não significa que ele suporte somente 33 kg.

Os fabricantes utilizam diversas densidades para atender diferentes necessidades e preferências, separando, basicamente, por biótipos. Sendo assim, cada densidade suporta número X de “carga”, promovendo o uso mais adequado do colchão.

Medindo a densidade do colchão

Muitos casos em que o consumidor não está satisfeito com a compra envolve a questão da escolha inadequada do produto, afinal devem ser levados alguns pontos importantes para a total satisfação. Esse é o caso da densidade.

Geralmente, os sites dos fabricantes de colchões possuem calculadoras medidoras de densidade, o que facilita muito a escolha do consumidor. A conta é feita a partir do peso e altura da pessoa que utilizará o produto.

As densidades podem variar de D26, sendo essa a menor e D45, a maior. Confira abaixo uma tabela de adequação de densidade de colchão de espuma para se basear e realizar a compra mais vantajosa.

 tabela de adequação de densidade de colchão de espuma

É essencial lembrar que para casais deve-se considerar o peso da pessoa mais pesada e, para maior durabilidade, é preciso também saber cuidar do produto – mantendo-o com boas condições de higiene e limpeza.

Tipos de colchão: as melhores opções para o seu conforto

Tipos de colchão: as melhores opções para o seu conforto

Apesar da grande variedade de modelos, materiais, tecnologias e indicações, nem sempre é fácil escolher o melhor tipo de colchão para cada necessidade. Uma opção consciente e acertada deve sempre levar em consideração alguns aspectos importantes a respeito do biotipo, rotina e condições físicas do futuro usuário do novo colchão.

Independentemente da estrutura interna do colchão, sua principal função está na superfície. Ele deve proporcionar a sustentação adequada do corpo, mantendo os ossos e músculos alinhados em uma posição confortável, garantindo uma noite de sono de qualidade.

Para sanar as principais dúvidas sobre as categorias e estruturas mais comuns, conheça um pouco mais os modelos de colchão disponíveis no mercado.

Colchão de espuma

A categoria colchão de espuma inclui colchões sem estruturas metálicas e madeiras, preenchidos apenas com espumas e fibras, que podem variar de acordo com a densidade do modelo. Eles são indicados, principalmente, para quem busca mais firmeza na sustentação do corpo.

Colchão de mola

O colchão de mola pode ser a melhor opção para quem busca maior maciez. Além de proporcionar grande conforto e adaptação ao corpo, as molas proporcionam maior resistência na sustentação de corpos pesados.

É um dos modelos mais indicados para casais, pois alguns possuem conjuntos de molas ensacadas, não permitindo que os movimentos de um dos parceiros espalhem-se até o outro lado do colchão.

Colchão ortopédico

Mesmo que todo colchão exerça uma função ortopédica, o modelo que ficou popularmente conhecido como colchão ortopédico é composto por uma estrutura de madeira em seu interior, desenvolvida para proporcionar muito mais firmeza do que os colchões convencionais.

Por ser mais duro, ele é indicado pelo ortopedista para auxiliar no tratamento de diversos problemas de coluna. Vale lembrar, também, que o modelo está entre os mais pesados, dificultando sua locomoção constante.

Veja dicas para melhor escolher o seu colchão

Veja dicas para melhor escolher o seu colchão

Um bom colchão é um item de conforto indispensável para proporcionar não só boas noites de sono, mas também para manter a saúde de adultos e crianças de todas as idades.

Apesar de ser um produto extremamente durável, cada modelo possui um prazo de validade determinado e, cedo ou tarde, precisa ser substituído para garantir a integridade de seu revestimento e sua capacidade de sustentação do corpo.

Colchões velhos e desgastados podem causar diferentes males, como alergias de pele, dores de cabeça, problemas de coluna e dores no corpo. Por isso, veja algumas dicas de como escolher um colchão adequado às suas necessidades e preferências.

Tamanho

Quem dorme sozinho pode optar pelo colchão de solteiro (1,88m x 0,78m, aproximadamente). O colchão de casal pode variar de acordo com a preferência, entre o Queen Size (1,98m x 1,58m), King Size (1,98m x 1,86m) e até o Super King Size (2,03m x 1,93m).

É muito importante medir o espaço disponível no quarto e também observar, cuidadosamente, a medida da cama.

Densidade

Quem prefere ou precisa de uma sustentação mais firme pode optar por um dos diversos modelos de colchões de espuma. Eles estão disponíveis em diferentes materiais e densidades, como, por exemplo, os compostos em espuma viscoelástica, que não se deformam e adaptam-se ao formato do corpo.

Já os colchões de mola são os mais indicados para quem procura maior maciez e sustentação mais confortável. Eles podem ser compostos de molas de molejo tradicional, como as bonnel (entrelaçadas) e as molas pocket (ensacadas), que são costuradas individualmente e não espalham seu movimento, mesmo entre um casal de pesos diferentes.

Revestimento

Os colchões modernos contam com materiais que evoluíram muito. É possível escolher um revestimento composto de tecidos antialérgicos, tratados especialmente para evitar a proliferação de fungos e bactérias. Alguns colchões também contam com tecidos capazes de auxiliar o controle de temperatura, impedindo que eles esquentes demais em contato com o corpo.

Avalie todos esses aspectos na hora de substituir o seu colchão antigo por um novo. E não se esqueça de verificar as certificações de qualidade, histórico do fabricante, termo de garantia e prazo de validade.

Qual a melhor posição para usar o notebook ou ler na cama?

Qual a melhor posição para usar o notebook ou ler na cama?

O hábito já se tornou um dos mais comuns em todo o mundo – afinal, o conforto da cama geralmente se torna o espaço perfeito para ler aquele bom livro, ver as novidades através do celular ou até mesmo assistir a filmes e séries no notebook. E quem nunca usou a cama para essa atividade que atire a primeira pedra! Entretanto, a posição é prejudicial à coluna e pode causar dores e desconforto. Ficar sentado por horas usando o computador, então, é uma das piores coisas para as articulações, e pode gerar grandes problemas no futuro. Em geral, mesmo com o apoio de travesseiros, essa posição gera desconforto pouco tempo depois de começar a usar o computador e pressiona diferentes músculos, causando dores sentidas até mesmo no dia seguinte.

É possível tentar contornar essa questão e ainda otimizar seu tempo, sem perder o conforto das cobertas no frio ou o local macio que só sua cama consegue proporcionar. O mesmo acontece no caso de quem gosta de ler antes de dormir. Apoiar o livro sobre a cabeça gera dores nos braços e cansa pouco tempo depois de começar a folhear as primeiras páginas. Já no caso do livro apoiado sobre o travesseiro, a posição deixa as costas em uma posição desprivilegiada, força os braços e causa dores no pescoço. Por isso, vale a pena seguir os conselhos que buscamos.

Alternativas

Segundo os especialistas, a melhor maneira de usar o computador ou ler por um tempo prolongado é sentado e apoiando tudo em uma escrivaninha. Essa potura garante que a coluna esteja sempre na melhor posição e não sofra pressões tão intensas. A própria altura deve ser regulada para garantir que você não sobrecarregue os ombros e pescoço. Sem esquecer também do apoio para os pés, garantindo que a cadeira de escritório esteja posicionada tanto para acessar os objetos da mesa quanto para manter a circulação sanguínea das pernas em perfeito estado.

Segundo os médicos, usar o computador na cama sempre resultará em algum nível de prejuízo a alguma parte do corpo. Esse fator é inevitável; entretanto, é possível aliar o conforto sem precisar eliminar esse hábito completamente da sua rotina. Uma delas é usar sempre travesseiros e suportes macios, que garantem também que as costas fiquem sempre seguras e livres de tensão. Isso resulta em menos dores nos grupos musculares e mais proteção ao seu corpo.

Outra dica importante é apostar em um bom colchão, com a densidade certa para apoiar bem seu corpo. Caso ele seja muito mole ou fino, você logo sentirá os impactos do seu peso sobre o material. Tudo isso acarreta em mais dores e até mesmo prejuízos à coluna e às articulações. Uma das alternativas buscadas por muita gente são os suportes, geralmente encontrados em lojas de eletrônicos. Eles funcionam como uma bandeja e servem principalmente para aliviar um pouco a tensão nos ombros e nos braços. Assim, fica mais fácil enxergar a tela e digitar, mesmo sentado na cama.

Cuidados

O principal problema está justamente nesse relaxamento, que muita gente encara como vantagem. Ao sentar na cama, a maioria das pessoas vai se soltando. Isso faz com que ela acabe em uma posição quase deitada, flexionando o pescoço para conseguir ver o que está sendo transmitido na tela. A coluna cervical fica ainda mais pressionada e as dores são inevitáveis nesse caso. As dores se estendem desde a região da cervical até o pescoço e a parte superior das costas.

A atenção deve ser redobrada na hora de usar o computador na cama, mantendo sempre a coluna ereta e garantindo que, mesmo com o relaxamento, sua posição não acabe se desajeitando. O próprio uso dos computadores portáteis na cama exige mais força dos movimentos dos antebraços, forçando também os músculos dessa região. As posições não contribuem para o movimento e, pior, acabam por gerar ainda mais esforço nas atividades mais simples. Você sentirá dores na coluna, no cotovelo, nos punhos e até nas mãos. Fique sempre atento e realize pausas durante o trabalho, alongando o corpo e caminhando. Assim, você evita problemas posturais e garante ainda mais saúde e bem estar para o seu corpo.